Dicas para comprar uma Aliança de Casamento e não gastar muito

A compra da aliança de casamento é um momento muito importante, quiçá o mais especial de todos, exceto claro, que da cerimônia do casamento.

Há diversas formas de se economizar com a compra de uma aliança de casamento e consequentemente, não gastar muito.

A primeira delas é utilizar a mesma que foi comprada para o pedido de noivado, com isso, haveria somente gastos com a gravação da data nas peças, porém se o noivo tiver comprado somente um anel solitário, não terá alternativa.

A tradição no Brasil e em muitos países é utilizar a aliança de ouro, mas nada impede de ser comprada uma aliança de prata.  Muitos casais preferem as alianças de prata, não somente pelo valor, que é mais acessível, mas também por gostarem das peças em prata.

Quanto as alianças em ouro branco, muitos acreditam que é a opção mais econômica, porém há um ledo engano, a maioria das joalherias cobram valores superiores para este tipo de aliança.  Portanto, se tiver que optar pelo ouro branco ou amarelo, o mais indicado para economizar será muitas das vezes, a segunda opção.

Outra dica para não gastar muito no momento da compra da aliança de casamento, é sempre escolher as peças mais finas, pois estas são mais baratas.  Além disso, evite também optar por alianças que tenham alguma pedra, pois isso faz com que a peça fique mais cara, porém caso, necessariamente, seja preciso comprar alianças com pedras, opte por uma que não tenha somente uma pedra, pois será mais caro que comprar uma aliança que tenha mais pedras.

Além disso, ao comprar uma aliança de ouro opte pelas que possuem 18 quilates, pois são mais baratas que as de 24 quilates.  A aliança de 18 quilates é mais barata porque na sua composição há menos ouro puro, porém por outro lado é uma grande vantagem, já que faz com que a peça tenha mais resistência.

Outra forma de economizar é não comprar alianças em lojas de marca, já que a diferença no valor de uma loja com marca conhecida para uma desconhecida é grotesca, ou seja, você estará pagando não pela aliança em sim, mas também pela marca.

Por fim, muitos casais optam por reutilizar peças que estavam esquecidas dentro do armário, como pulseiras, cordões e anéis e pegam estes objetos com o intuito de derrete-los e consequentemente, pedir que sejam feitas as novas alianças.  É uma ótima forma de economizar, já que estará pagando somente pela mão de obra do ourives.  De todo modo, é algo que deve ser mensurado pelo casal, pois se os objetos encontrados em um porta joia ou até mesmo dentro do armário, tiver um grande valor sentimental, o ideal é utilizar as demais dicas.

Portanto, diversas são as dicas que o casal pode seguir para economizar na compra da aliança.  Independentemente de a aliança ser cara ou não, o que importa é o valor sentimental que a aliança terá para o casal e o que ela significa.